Primeira exeperiência com o JLPT

Domingo passado eu prestei pela primeira vez o Nihongo Nouryoku Shiken (JLPT). Fui no N4 pois não fazia a mínima ideia de como seria prova, e eles não liberam as provas anteriores. Devido ao TCC I, minha rotina de estudos de japonês manteve-se normal.

No geral, a prova foi bem tranquila. Acho que eu poderia ter estudado mais um pouco de vocabulário pois não entendi umas 3 palavrinhas importantes. E na oral tem que prestar bastante atenção mesmo. Se viajar por um segundo se quer, você perde a questão. hahaha
Uma pena que o resultado demore tanto para sair. Espero ter ido bem. E você também, que está lendo esse post e também foi dar a cara a tapa nessa prova.

Para comemorar o término da prova, fui almoçar com a família do meu namorado no Aska. Só para relaxar, né?
Mas as fotos a seguir são do Espaço Kazu. Fui lá essa semana comer karê. Se não experimentaram o karê do Kazu, corre. É uma delícia, e importado. É o famoso Go Go Curry! do Japão.

kare-kazu

hot-roll-kazu

No andar de cima do Espaço Kazu tem o Espresso Kazu com vários doces estilo yogashi. Eu fui no bolo de morango e meu namorado no bolo de matchá. ❤

bolo-kazu

moranfo-kazu

Espero voltar a postar com mais frequência agora que estou de “férias”. Mas trabalhando e com coisas do TCC para fazer nas férias.

Obrigada por ler até aqui. ;*

Anúncios

Jojo Ramen: Melhor lámen de SP!

Oi, pessoal!

Hoje eu venho falar de um restaurante que estou amando desde que abriu: Jojo Ramen. Para quem me segue no Snapchat (arieladimitria) sabe que eu vivo lá. Agora nem tanto porque voltei para a academia.
Mas enfim, o Jojo Ramen já está muito famoso na mídia. Você encontra matérias sobre ele no Estadão, Folha, Veja e etc, e essa fama não é à toa.

jojo-ramen-1

Já comi lámen em diversos lugares além de São Paulo, então posso dizer que o Jojo Ramen tem o melhor lámen de São Paulo, com o gosto bem parecido com os que comi no Japão.
Claro que eu aaaamo o Aska e Lámen Kazu. Cada um tem sua particularidades e sabores incríveis mas o Jojo tem aquele saborzinho de Japão.
A dona do Jojo Ramen trouxe um chefe do Japão para desenvolver a receita exclusiva com produtos nacionais e treinar a equipe.

misso-lamen-jojo-ramen

Meu lámen favorito é o Jojo Misso: caldo bem encorpado e vem com nori, ovo, verduras e chashu. O broto de bambu eu pedi a parte.

misso-lamen-jojo-ramen-1

Meu namorado sempre pede o Jojo Kara Misso. É igual ao de misso, mas esse vem com um blend de pimentas. Não é muito forte não!

kara-misso-jojo-ramen

kara-misso-jojo-ramen-1

Toda semana tem uma sobremesa diferente, todas preparadas pela chef Vivianne Wakuda (trabalhou com confeitaria no Japão!), mas tem o choux cream que é fixo. O problema é que no final do dia já não sobre nenhum. No dia em que tirei essas fotos, peguei os dois últimos.

choux-cream-jojo-lamen

A fila no Jojo Ramen é grande. O restaurante abre às 18h30 para o jantar e 17h já tem gente na fila.
Se você chegar 18h30 só comerá umas 20h30, SÉRIO. Por isso recomendo chegar cedo e com muita paciência também.

Obrigada por ler o post. Até a próxima! ;*

Material do Curso de Japonês!

Olá, pessoal!

Há quanto tempo, né? Esse ano está passando tão rápido e tantas coisas (boas) estão acontecendo.
Finalmente entrei na fase final da faculdade. Em outras palavras: TCC.
Como curso Design Gráfico, esse primeiro semestre será a parte “escrita” e no próximo será a “gráfica”. Meu tema é a cultura Pop asiática em São Paulo, como que se popularizou por aqui em vários quesitos: música, doramas, filmes, gastronomia (sabia que temos mais restaurantes japoneses do que churrascarias? Pois é!) e etc. Na parte gráfica eu estou pensando em desenvolver uma revista sobre o tema.
Mas enfim, isso é assunto para outro post.

Resolvi voltar para o curso de japonês. Eu parei há um ano e desde então estudei pouca coisa, até porque parei de assistir animes (prefiro mangá) e minhas autoras favoritas estavam paradas. Minami Kanan engravidou e voltou só agora; Hino Matsuri estava com um mangá muito chato mas agora voltou com Vampire Knight Memories; Kayoru decaiu nas histórias.
Agora que a Minami-sensei e Hino-sensei voltaram, fiquei animada e comecei a comprar as revistas com os capítulos dos mangás delas, e com isso veio a vontade de voltar para o curso.
Eu já estava no Hikari 1 quando parei o curso ano passado, mas como fiquei todo esse tempo parada resolvi voltar para o Kodama 6 (um nível antes do Hikari 1), e também vou prestar o JLPT neste ano.

Vim aqui mostrar para vocês o material do meu curso. Estudo na Aliança Cultural Brasil – Japão e recomendo muito!

material-japones-1

Eu sou a louca das coisas fofas. Sempre gostei de papelaria assim.
Este caderno mega lindo é coreano, da marca Morning Glory. Comprei em uma loja chamada Fancy Goods que fica na Liberdade, mas eles têm loja online também. Piro sempre que entro lá e acabo levando alguma coisinha.

material-japones-2

O material da Aliança Cultural Brasil – Japão é como um fichário. Acho bem útil apesar de ser grande. Sempre fui de carregar mochila gigante para qualquer lugar.

material-japones-3

Uso essas pastinhas para guardar as folhas que a professora dá em aula, lição de casa e provinhas de kanji semanais. A primeira é de Bokura ga Ita, segunda é Aoharaido e a terceira é de Orange. Lindas demais. São meus xodós e tenho há uns 4 anos.

material-japones-4

Essa lapiseira do Rilakkuma eu comprei no Japão e é com a tecnologia kuru toga. Ela é ótima para quem escreve em japonês. Conforme você vai escrevendo, a ponta continua fininha (ela vai girando e girando), já uma lapiseira normal a ponta vai ficando grossinha e isso é ruim quando escrevemos kanji e etc. Você pode ler mais sobre kuru toga aqui, e sim, você consegue comprar no Brasil, só não sei se do Rilakkuma.
Ao lado está meus grafites da Tombow, e ao lado deles a borracha “estilo caneta” da Tombow também, a Mono Zero. Ela é ótima para apagar um kanji errado ou pequenos detalhes. Ótima para quem desenha também!
Depois vem a minha caneta favorita da vida e por último a borracha Mono Tombow. Tem horas que precisamos de uma borracha grande, né?

material-japones-8

Esses Rilkkuma pequeninos são uma gracinha. Comprei no Japão também e só depois descobri que é para limpar telas. Óbvio que eu só uso como decoração!

material-japones-6

Meu estojo. Acho que o mais fofo que já tive na vida. Já deu para perceber que eu aaaaamoo o Rilakkuma. Trouxe do Japão também, mas certeza que dá para importar. Tudo de Rilakkuma eu comprei na Kiddy Land. Quem ama coisas fofas do Japão: não deixe de ir!

material-japones-7

Detalhe da etiqueta. E esses Rilakkuma vestidos de gatinhos! >.< ❤

material-japones-5

Espero que tenham gostado do post. Fiquei inspirada a voltar a postar quando vi que a minha amiga Viih voltou com o blog dela. Aqui está o link caso queiram conferir! ^-^

Aaaah, finalmente consegui um estágio!
Isso explica um pouco sobre o meu sumiço, mas estou me organizando e recrutando pessoas novas para voltarmos a atualizar o Dimichan. Em breve teremos novidades.
E é isso. Até o próximo post e obrigada por ter lido tudo isso. haha

Beijos ;*

VLOG – Penúltimo Dia no Japão!

Oi, pessoal!
Dei uma sumida mas foi por uma maravilhosa causa. Fui para o Japão! <333
Gravei vários vídeos por lá: várias cafeterias com sobremesas maravilhosas, Etude House, Harajuku, Shibuya, Shinjuku, Museu Ghibli, Purikura e etc.
Pretendo postar um ou dois por semana, se der tudo certo.

Hoje trago o primeiro, que é um vlog do meu penúltimo dia lá.
Espero que gostem!

Encontrei a Vanessa Hudgens em NY!

SIIIIIIIIM!
Eu nunca, mas nunquinha achei que um dia eu conseguiria encontrar a Vanessa Hudgens em NY e tirar uma foto com ela.
Para quem não sabe, eu sou muuuito fã dela desde quando passou HSM no Disney Channel pela primeira vez, e desde então sempre acompanhei todos os trabalhos dela e sou fã de carteirinha, daquelas que entra em fã site todo dia, já teve um blog dela, já legendou vídeos dela para PT e etc etc. Já fiz tanta coisa por causa dela. hahaha
Então imaginem encontrar ela? Pois é. Fiz mais um “check” na minha lista de sonhos e objetivos.

Foi o seguinte: Eu fui pra New York (como já tinha dito no post anterior) e a Vanessa Hudgens estava se apresentando no musical da Broadway “Gigi” desde o começo do ano. E detalhe que a temporada de shows se encerrou no ultimo dia da minha viagem. ERA PARA EU VER A MULHER. /destino

encontrei+vanessa+hudgens+ny+02

encontrei+vanessa+hudgens+ny+01
No dia 20 (Junho de 2015), eu fui jantar com o meu namorado no Benihana, e como era teppan yaki, acabou demorando muito e eu achei que não iria conseguir pois a peça terminava 22h30, sendo que eu ainda estava no restaurante às 21h50. Só sei que eu pedi a conta assim que dei a ultima colherada na sobremesa e saímos correndo à pé até o Neil Simon Theatre, onde estava passando Gigi.
Chegamos lá 22h15 e já tinha algumas meninas na grade que ficava entre a calçada e a porta de saída dos atores. Como tinha meninas em toda a grade, fiquei atrás delas bem no meio. Então a peça terminou e LOTOU de gente, umas 300 pessoas atrás de mim. A Vanessa deu as caras umas 22h50 e aí eu já morri. hahaha
Ela começou bem do canto, tirando foto, sendo super fofa, dando autógrafos, aaahhhh.
Ela é muito baixinha e eu já sabia, mas ainda levei um susto com o toco de gente.

encontrei+vanessa+hudgens+ny+03
Depois de 5 minutos chegou a minha vez. Eu simplesmente travei, ela sorriu pra mim, pegou o celular da minha mão e tirou a nossa foto. Meu iPhone tem aquela bolinha pra acessar as opções principais, e a Vanessa clicou lá sem querer parecendo que não tinha tirado a foto e eu gelei com cara de triste, mas ela mandou um “I got it for you!” e eu fiquei aliviada. Foi um momento que nunca vou esquecer. hahaha
Depois ela pegou o celular do meu namorado e eu me meti na foto.
Saí de lá saltitante por ter realizado um sonho. E fiquei tão pertinho dela, como pode se ver nas fotos tiradas sem zoom *-* ❤
Espero ter a oportunidade de encontrar ela de novo algum dia.

Aaaaah, e já que estamos falando dela, agora eu tenho pelo menos uma roupa igual dessa linda. Comprei um vestido igual ao dela na Urban Outfitters.

wishlist3

Ela usou esse vestido há umas duas semanas, e não achei que eu iria conseguir encontra-lo, mas dei essa sorte. É muito lindo e deu direitinho em mim pois sou alta. Acho que postarei aqui fotos usando ele.

E nossa, esse post foi grande. Obrigada por ter lido até aqui essa aventura que eu precisava registrar.

Próximo post será sobre a viagem em si, e comprinhas!

Beijos!